A cultivar de Capim-sudão BRS Estribo foi desenvolvida pela Embrapa Pecuária Sul, em parceria com a Associação Sul-Brasileira para o Fomento de Pesquisas em Forrageiras (Sulpasto). É indicado para cobertura do solo, e adubação verde apresentando, em relação ao Capim-sudão Comum, alta produção de massa verde, em razão da boa produ8tividade de folhas e do bom perfilhamento. Em relação a outras espécies forrageiras anuais de verão, como o sorgo forrageiro e o milheto, apresenta manejo flexível e semeadura precoce, ciclo mais longo e boa rusticidade no que se refere à  seca e as condições nutricionais do solo. As plantas do BRS Estribo não apresentam problemas de toxicidade aos animais nos estágios iniciais de desenvolvimento, como ocorre com cultivares de sorgo forrageiro. Os primeiros resultados de pesquisa com animais realizados na Embrapa Pecuária Sul mostram que essa planta forrageira pode ser utilizada sob pastejo rotativo e pastejo contínuo, sendo possível alcançar bons resultados em termos de produção animal quando bem manejada. É importante ressaltar que o BRS Estribo é uma cultivar registrada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com garantia de qualidade e pureza das sementes, de acordo com a legislação, sendo uma opção interessante para uso e diversificação das pastagens anuais de verão bem como cobertura e adubação verde pelos produtores.

MELHORES CARACTERÍSTICAS:

- Altamente indicado para o pastejo;
- Sistema radicular bem desenvolvido;
- Elevada produção de massa verde;

CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS:

- Densidade de sementes: 25 kg/ha (semeaduras a lanço aumentar em 10%)
- Época de plantio: Setembro a Março
- Espaçamento: 17 a 45 cm
- Profundidade: 0,2 a 1 cm
- Entrada de animais: 50 cm de altura
- Retirada de animais: 8 a 12 cm
- Produção de forragem: 40 a 60  t/ha
- Proteína: 13 a 19%
- Resistência à seca: Alta
RECOMENDAÇÃO RENASCER: Pastejo direto, grãos, cobertura de solo e opção na rotação de culturas.

Solicite um Orçamento