O nabo forrageiro, conhecido cientificamente por Raphanus sativus L., é uma planta da família das Crucíferas. É muito utilizada na adubação verde, pois suas raízes descompactam o solo, permitindo um preparo biológico do mesmo na rotação de culturas e na alimentação animal.

Apresenta elevada capacidade de reciclagem de nutrientes, principalmente nitrogênio e fósforo, tornando-se uma espécie importante na rotação de culturas como algodão, feijão, milho e soja.

Esta planta é muito cultivada na Ásia Oriental e Europa. Já no Brasil, o cultivo ocorre principalmente nas regiões de clima frio e úmido como Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mas também pode ser cultivada em clima tropical.

É uma espécie tolerante à seca e à geada, sendo uma opção de cultivo para outono e inverno.

Além disso, desenvolve-se razoavelmente em solos fracos com problemas de acidez e é bastante resistente a doenças e pragas, não exigindo muito preparo do solo para seu cultivo.

MELHORES CARACTERÍSTICAS:

- Raiz pivotante;
- Reduz a toxidez de alumínio no solo;
- Reciclagem de nutrientes;
- Descompactação do solo;
- Indicado para rotação de cultura;
- Espécie rústica;
- Rápido crescimento inicial;
- Baixo custo de implantação.
 
CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS:

- Densidade de sementes: 10 a 15 kg/ha (semeaduras a lanço aumentar em 30%)
- Época de plantio: Março a setembro
- Espaçamento: 20 a 40 cm
- Profundidade: 2 a 3 cm
- Massa seca: 3 a 8  t/ha
- Massa verde: 20 a 35  t/ha
- Teor de óleo: 35%
- Resistência à seca: Alta
- Utilização: Pastejo direto, grãos, cobertura de solo e opção na rotação de culturas.

Solicite um Orçamento